ATENÇÃO

AO CLICAR EM DOWNLOAD, PODE ACONTECER DE ABRIR UMA PÁGINA PEDINDO PARA CADASTRAR SEU CELULAR PARA LIBERAR O DOWNLOAD.

CASO ACONTEÇA, RECARREGUE A PÁGINA E CLIQUE EM "DOWNLOAD" NOVAMENTE.

NA NOVA PÁGINA QUE ABRIR É SÓ ESPERAR 5 SEGUNDOS.

Veja outros presentes disponíveis na Zazzle.

Download - Show - Pearl Jam - Lollapalooza (2013)

A banda americana Pearl Jam, principal atração do Lollapalooza 2013, fez o que dela se esperava no Palco Cidade Jardim. Eddie Vedder comandou um show repleto de hits e feito para agradar as 60 mil pessoas que esgotaram os ingressos do festival.

O Pearl Jam se garantiu muito mais na força de um repertório acumulado em mais de duas décadas de carreira do que na execução dos 27 números. Os principais sucessos do quinteto de Seattle estiveram presentes, como "Alive", "Jeremy e "Black". Mas eles funcionaram por causa do significado prévio que já tinham. O que se viu nesta noite foi uma apresentação boa, com 2h10 duração, que agradou um público participativo nos maiores coros do festival. Foi correta e digna da reputação do grupo. Faltou intensidade, porém, para que resultasse histórica. Ou mesmo superior ao que o próprio Pearl Jam já fez no Brasil.

O público pareceu não ter muito a reclamar. Até porque a quantidade de sucessos foi mesmo impressionante: "Do the evolution", "Even flow", "Daughter", "Corduroy", "Given to fly", além dos já citados.O Pearl Jam abriu com "Elderly woman behind the counter in a small town", às 20h50, cinco minutos além do previsto. O show terminou por volta das 23h.

O terceiro dia de Lolla foi o único em que todos os ingressos foram vendidos, segundo a organização do evento. Os destaques foram o Planet Hemp, os suecos do Hives e a jovem paulista blueseira Sarah Messias, de 17 anos. O Kaiser Chiefs se esforçou para deixar a plateia vidrada – o vocalista até escalou a estrutura do palco. Foi o dia mais roqueiro do Lolla: bastava olhar o visual do público, cheio de homens com cabelos longos e camisas pretas de bandas.

Como de costume, Eddie Vedder também se esforçou para falar em português durante seu show, indo muito além do "Obrigado". O vocalista, que foi visto tomando vinho quando participou brevemente do show do Puscifer, falou "Feliz Páscoa", "Oi, São Paulo!" e fez discurso:

"Parabéns, São Paulo, por respeitar casamentos entre pessoas do mesmo sexo".

Na sua atribuição mais importante, contudo, Vedder esteve bem nas baladas e cometeu falhas perceptíveis em passagens que exigiam dos seus agudos. Em "Rearviewmirror", por exemplo, houve momentos quase inaudíveis. Mas foram raras. E, sendo Vedder bom cantor, ele sabe se poupar para, de tempos em tempos, reiterar por que é tido como um dos principais vocalistas de sua geração.

Após essa música, às 22h05, o Pearl Jam deixa o palco pela primeira vez. Durante os cinco minutos de ausência, são preocupantemente fracos os pedidos de retorno. Apesar disso, no regresso a banda mostra mais disposição, especialmente em "Better man", que teve os fãs cantando sozinhos praticamente toda a primeira estrofe. O improviso final nessa canção também ajuda a tornar tudo agora menos convencional – e o Pearl Jam faria bem se optasse por isto com mais frequência: escapar do previsto. Quando acontece, é notável o efeito positivo.

Em "Wishlist", Vedder altera a melodia a ponto de melhorar a versão do disco. O mesmo vale para "Nothingman" e para os dois covers presentes no repertório, "I believe in miracles" (Ramones) e "Baba o' riley" (The Who). São instantes de inspiração de um show que, no todo, conforma-se com a correção. 
O Pearl Jam do Lollapalooza 2013 pode não ter cedido lugar ao extraordinário. Mas deixou o palco com o status intacto. Porque é despido de qualquer ornamento ou artifício e se apega ao essencial. Para os fãs e para a banda, é o suficiente, porque uma música só se basta quando ela é boa. 

 

Tamanho total compactado: 2,42 GB

Formato: RAR / MP4

Taxa de bits: 2 669 Kbps

Resolução: 1280x720 (16:9)

Duração: 2h 9mn

Hospedagem: DepositFiles

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...